Uma noite no museu2

maio 17, 2009

uma-noite-no-museu-2-promocao-gde

Chega aos cinemas, na próxima semana, a sequência do filme “Uma Noite no Museu”, de 2006. A comédia conta a história de Larry Daley, um guarda-noturno que, certa noite, vê os artigos do museu ganharem vida. E você?

Anúncios

O Japão

maio 14, 2009

Um Ano antes do

Google

percepcao2

Hoje em dia

percepcao3


Homem compra DVD pornô e descobre traição da mulher

maio 14, 2009

traiçãoUm carpinteiro de Taiwan comprou um DVD pornô e acabou descobrindo a traição de sua mulher. O filme foi gravado secretamente em um motel onde sua mulher manteve relações sexuais com um amigo do marido, segundo o jornal taiwanês “Liberty Times”.

O marido, identificado apenas pelo sobrenome Lee, descobriu a traição da mulher após comprar o DVD em 2002. Em agosto de 2008, Lee atacou o açougueiro na cidade de Chungli e acertou uma facada na coxa do ex-amigo.

De acordo com o jornal, o filme pornográfico tinha sido feito com uma câmera escondida no motel e estava em um DVD chamado “casos com as esposas dos outros”, que o marido comprou de um vendedor para assistir em casa.

Lee, que vive no Condado de Taoyuan, se separou da mulher depois de assistir ao filme. O ex-amigo fugiu da aldeia. O açougueiro processou Lee por agressão física, mas Lee não conseguiu processar o açougueiro por adultério, porque já havia passado cinco anos.

A Justiça pediu para os homens resolverem o caso fora dos tribunais, mas eles recusaram. Lee foi indiciado na terça-feira acusado de provocar danos corporais em outra pessoa, segundo relatou o jornal “Liberty Times”.

Lee deve pegar menos de seis meses na prisão, pena que pode ser convertida em multa.


Flaga !!!!

maio 14, 2009

jesus


Essa é “intelígentíí”

maio 14, 2009

imagemxbh


Por que quando uma pessoa boceja a outra boceja também?

maio 14, 2009

bocejoAinda não se sabe exatamente por que o bocejo é contagioso. Aliás, esse é um grande mistério para os estudiosos. “Existem algumas teorias para tentar explicar esse fenômeno, mas não há respostas conclusivas”, diz a bióloga Débora Hipólide, do Departamento de Psicobiologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Segundo ela, evidências sugerem que o bocejo seria uma forma primitiva de comunicação entre indivíduos da mesma espécie, para sinalizar mudanças no ambiente. O contágio seria a maneira de afirmar o recebimento da mensagem, ao mesmo tempo em que se passa ela adiante. Essas pistas são levadas em conta em uma das principais teorias do bocejo, conhecida como “Teoria Evolucionária”. Por essa tese, o bocejo era um comportamento importantíssimo para algum ancestral dos vertebrados – não se sabe qual. Naquela época, o bocão aberto serviria para alertar o grupo e sincronizar a ação, passando mensagens como “atenção, predador na área”, “aí vem chuva” ou “ei, é hora de dormir”. Com a evolução, as ameaças diminuíram e a comunicação melhorou, mas guardamos esse resquício primitivo, hoje sem nenhum significado especial. Não somos os únicos vertebrados que bocejam: cães, gatos e leões são alguns exemplos de animais que têm a mesma mania. Uma outra teoria sobre o fenômeno propõe que o bocão aberto possa ter a função de mostrar mudanças nas condições internas do nosso corpo. Ou seja, o bocejo teria um caráter fisiológico, usado pelo organismo como um sistema de alerta, quando a pessoa está entediada, sonolenta ou cansada. “Como nessas situações respira-se mais lentamente, à medida que o nível de gás carbônico aumenta no sangue, uma mensagem é enviada ao cérebro, pedindo mais oxigênio. O bocejo seria uma resposta à necessidade de uma respiração profunda para despertar o corpo”, afirma Débora.

Quero ar!
Teoria fisiológica aponta o bocejo como uma tática do organismo para ganhar mais oxigênio

  • 1. Quando a oxigenação nos alvéolos pulmonares diminui, uma mensagem é enviada a uma região do cérebro chamada núcleo paraventricular, que fica no hipotálamo. De lá são liberados vários mensageiros químicos – os neutrotransmissores – que induzem ao bocejo e a reações simultâneas em todo o corpo
  • 2. A boca se abre e a pessoa inspira uma grande quantidade de ar, que é enviado aos pulmões. Ao mesmo tempo, os músculos se alongam para melhorar a circulação e a taxa de batimentos cardíacos aumenta. Assim, a sensação de cansaço diminui e o corpo volta ao estado de alerta
  • 3. O bocejo se caracteriza por ser um reflexo involuntário. É quase impossível interrompê-lo, mesmo que se queira – por isso a “contaminação” é tão grande. Estudos da Universidade Estadual de Nova York mostram que entre 40% e 60% das pessoas sentem-se contagiadas pelo bocejo alheio

Bombardeio do exército teria deixado 378 mortos no Sri Lanka

maio 10, 2009

kkkkkkkkDe acordo com o correspondente da BBC em Colombo Charles Haviland, a fonte afirmou que os mais de 300 corpos foram encaminhados ao hospital onde trabalha na zona de conflito, no norte do país. Ainda segundo a mesma fonte, outras 1.122 pessoas teriam ficado feridas.

Os militares cingaleses negam que tenham bombardeado ou realizado ataques aéreos na “zona de segurança” e afirmam que os relatos são “propaganda” dos rebeldes do grupo separatista Tigres Tâmeis. Os rebeldes e o Exército do Sri Lanka acusam-se mutuamente de atrocidades cometidas na guerra civil, que se agravou no mês passado.

As acusações são impossíveis de se verificar já que o acesso de repórteres independentes à zona de guerra é proibido.

Pagamento de resgate
O site pró-rebelde Tamilnet divulgou que os pesados bombardeios começaram na noite de sábado e se estenderam pelo domingo. O site ainda diz que dois mil civis morreram, mas fontes ouvidas pela BBC não confirmaram o número.

O Exército nega os ataques contra civis. O porta-voz do ministério da Defesa cingalês, Keheliya Rambukwella, disse à BBC que muitos civis estariam sob poder dos rebeldes, que estariam exigindo pagamento de resgates para libertá-los.

Ainda segundo Rambukwella, nove civis teriam sido mortos após tentarem fugir. As Nações Unidas estimam que cerca de 50 mil civis estejam sendo afetadas diretamente pelo conflito.

Os rebeldes lutam pela independência de um pequeno território habitado pela minoria tâmil desde 1983. Os combates se intensificaram a partir de 2005, quando o presidente Mahinda Rajapaksa assumiu o poder descartando autonomia para os tâmeis no norte e no leste do país. No início de 2008, o governo abandonou formalmente um cessar-fogo de seis anos, que havia sido mediado pela Noruega.